TROUSERS

Trabalhar na metalurgia e gostar de moda

Set 24, 2019 teamgunn
Roupa para trabalhar

Trabalhar na metalurgia e gostar de moda.

O meu dia a dia envolve aços, crianças e moda. Tudo a ver e tudo tão díspar.

Madrugar com a azáfama de preparar miúdos, lancheiras e mochilas. Despertar com o barulho do malho (acordas nem que não queiras). E alimentar (a alma) com roupas.

Não faço roupas, não faço tecidos, nem tão pouco faço fio mas, faço as tesouras que a moda precisa para cortar. Para cortar ligações indesejadas e defeitos. E também tesouras que cortam para construir e para criar.

Vivo no meio da ferrugem, do cheiro a ferro, do calor da forja e do pó pesado. Mas também vivo no meio de papeis e canetas, computadores e tablets e das minhas folhas de cálculo (adorado excel).

Um dos maiores desafios das mulheres é escolher todos os dias um novo look para ir trabalhar.

Não sou a mulher que abre o armário e veste qualquer coisa, e apesar de adorar organização, a rotina de casa não permite que programe a roupa de véspera.

Nem sempre é fácil pensar em roupa para trabalhar. Roupa que se adeqúe à produção, roupa que se adeqúe para atender clientes e claro, roupa que goste. Para facilitar tento não limitar o armário a roupa de trabalho e roupa de lazer. Pelo conforto e praticabilidade restrinjo os saltos, pois não há forma de aguentar mais de 10hrs com saltos muito alto, e o comprimento da roupa, pois costumo dizer que vassouras temos lá muitas e não preciso ter a minha roupa a limpar o chão. Nos acessórios que é das coisas que mais gosto tenho de me conter nos brincos. Uso muito o telefone e alguns brincos acabam por atrapalhar e até magoar.

Como podem ver, todas nos vemos diariamente em desafios para escolher a roupa adequada a todas as situações.

 

top Bimba Y Lola, trousers and sandals Zara, necklace Pé de Jambo