COATS & JACKETS OUTFIT

a dor de cabeça da escola

Set 19, 2019 teamgunn

A escola começou!

Nem acredito que o Pikas já está na escola primária.

O bicho papão que ainda não sei lidar. Passei o ano sem pensar muito nesta fase, inclusive nas férias desliguei por completo. Acho que não queria (não quero) acreditar de verdade que ele está a crescer. Há dias que a nostalgia invade e até hoje não fui capaz de alterar a foto da capa do meu telemóvel (é uma foto de quando o Pedro tinha 2 anos, primeiro dia entrada na creche).

Se sou daquelas que consegue deixar os miúdos com os avós e cuidar de mim por outro lado também sou daquelas que deixo o rapaz dormir na nossa cama vezes sem conta. Umas vezes quero que ele seja crescido e suficientemente responsável para, outras só o quero ter debaixo da asa e protegê-lo de todas as adversidades.

Mas voltando ao bicho, aquilo que mais ouço é ‘agora é que vão ser elas’. Toda a informação que nos chega, enquanto pais, mostra que estamos a roubar a infância deles e que eles precisam mesmo é de brincar. É das maiores angustias que sinto nesta nova etapa. Sensação que ele vai deixar de brincar. Pensar que a rotina escolar é das 9h às 16h15 e só depois é que podem brincar, consome. Claro que sei que têm pausas, que há uma relação jogo-aprendizagem, que há uma relação de proximidade professor-aluno, que há um método de ensino ligado à fantasia (também o procurei porque sei que encaixaria na personalidade do Pedro) mas há sempre um ansiedade que me inquieta. Saber se ele está bem, se ele está a perceber o que é esta nova etapa, se ele brinca nas pausas, se ele come, se percebe a rotina,  se se se.

Acho que todo este meu estado também se deve ao facto de o Pedro pouco ou nada contar (sempre foi assim). Nem por iniciativa própria nem quando questionado. O pouco que vou sabendo é tirado a saca-rolhas e tem de estar num dia Sim. Fico curiosa e tento controlar-me para não o encher de perguntas. Era tudo tão mais fácil se ele me descrevesse o dia. [Mãe galinha, a dar de si.] Também não lhe conto o meu pois claro, diz-me ele algumas vezes.

Esta semana dei por mim a arrumar os livros, os meus livros do tempo de estudante. Claro que me diverti a ver os meus livros do 1º ciclo e a relembrar a minha escola primária. Lembro-me bem do primeiro dia e do nervoso miudinho misturado com a curiosidade do ensino. Posso dizer que fui feliz e que tive uma experiência muito positiva do 1º ciclo.  Só quero permitir que ele tenha o mesmo.

 

 

 

 

 

vest Susana Bettecourt