CULTURE

Afinal o que é o Pinheiro?

Nov 28, 2019 teamgunn

Nestes últimos dias os temas das conversas dos que me rodeiam tem sido o Pinheiro e as festas Nicolinas. E muitos são aqueles que não sabem o que isto é. Uma  ‘cambada de bêbedos a tocar tambor‘. Redutor, sem significado e leviano; é o que fica de quem lê isto assim, a seco. Aconselho a clicarem no link e ler esse artigo na sua integra.

O Pinheiro é muito mais do que esse rótulo que muitos lêem.
Mas só para quem quiser ouvir, para quem quiser estar, para quem quiser fazer parte.

O Pinheiro representa a anunciação de que vão começar as festas dos estudantes da Vila de Guimarães. É o anuncio das festas a São Nicolau. Simbolicamente um cartaz de uma romaria mas sem o ser. Não há bandas a tocar, não há barraquinhas de comida, nem parque de diversões. Apenas um grupo de estudantes (milhares) a tocarem caixas e bombos e a beberem receita* . E haverá motivo mais nobre para este ajuntamento?

No dia 29 de Novembro, entram pela cidade a fazer barulho com os seus instrumentos: caixas e bombos. Toca acordar a gente de Guimarães e arredores para ficarem a saber que neste dia começam as festas. As Festas Nicolinas, as festas dedicadas a São Nicolau. O dia em que se juntam pessoas de diferentes idades, de várias gerações e todas com um propósito – tocar o melhor que conseguirem, em uníssono, anunciando ‘as festas vão começar’.

Parece uma noite incontrolável mas está suficientemente orientada para cumprir a sua missão. Esta é muitas vezes a noite que as gerações mais novas fazem a sua iniciação. A primeira vez que estão ‘de liberdade’,  a primeira noite sozinhos sem os pais a controlar, a primeira vez que provam bebidas alcoólicas; a primeira ‘noite’ das suas vidas. Alguém dizia que é nesta noite que passam de Pitos para Galos. Um crescimento nos mais diversos níveis, intelectual, físico, emocional. É aqui que moram as melhores memórias, as brincadeiras, as travessuras, as amizades.